KRYON - A NOVA ENERGIA - MENSAGENS DE LUZ

 

 

 

KRYON é uma entidade que se faz canalizar através de diversos canais pelo mundo. Um deles é Lee Carrol, autor de mais de uma dezena de livros 'Kryon', que incluem praticamente todas as mensagens que canalizou. Lee Carrol é ainda co-autor do famoso livro 'As Crianças Indígo', um best-seller nos Estados Unidos.

Kryon nunca encarnou. Afirma que o conhecemos antes de encarnar e o reconheceremos quando desencarnarmos, pois ele virá receber cada um de nós com alegria e amor e haverá uma festa - eles, o coletivo kryon (e o Espírito), cantarão o nosso nome em luz.

Kryon afirma ser do Serviço Magnético e tem estado ao serviço da Humanidade em puro amor. É uma entidade em serviço, e o seu único propósito é servir as “escolas” do Universo. O planeta Terra é uma dessas escolas, onde nós, humanos, estamos em aprendizagem.

Segundo Kryon, estamos já expostos a uma nova energia maravilhosa. Kryon é responsável pelo novo ajustamento na grelha magnética do planeta, e é exatamente este ajuste, que permite a todos beneficiar da presença de uma nova energia, agora ao dispor de todos, para elevar a nossa consciência e para co-criarmos. E, para isso, basta-nos reconhecer os nossos plenos poderes e a nossa multidimensionalidade.

 

 

As mensagens de Kryon são de caráter geral, contudo repletas de informação profunda. Alguma dessa informação poderá causar-nos surpresa... outra, porém, poderá ser apenas uma confirmação do que sempre soubemos na profundidade do nosso Ser, no nosso interior.

Kryon tem um humor cósmico apurado e recorre muitas vezes a metáforas para complementar a informação que canaliza. Uma dessas metáforas é a Metáfora da Mão:

 

Metáfora da Mão

(excerto da mensagem 'As entidades que vos rodeiam', canalizada em 22 de Setembro de 1993, Califórnia, EUA, Grupo de Luz Del Mar)

 

(...) existe uma enorme ironia no facto de a estrutura celular da vossa biologia conter chaves acerca da forma como o Universo está organizado!
Gostaria que imaginasse que tem a capacidade de interrogar as células da sua própria mão. Por estranho que possa parecer nesta fantasia, elas são capazes de responder com sabedoria espiritual, assim como com exactidão biológica, e oferecer-lhe a verdade. Assim, pode perguntar à sua mão:
- Quem és tu?
- «Somos a tua mão, ...um especialista. Sou um mecânico e sirvo a totalidade.» (Repare no uso do «eu» e do «nós», pois é importante).
- A quem pertences?
Sabendo muito bem que a mão pertence ao braço, as suas células respondem:
- «Eu não pertenço ao braço. Facilito a totalidade, pois sem mim a totalidade não poderia comer com facilidade. Teria, inclusivamente, dificuldade em levantar-se e sentar-se. O que é bom para a totalidade é bom para mim.»
- Quem é o teu administrador? Quem é o chefe?
- «Não temos nem chefe nem administrador, pois o que é bom para a totalidade é bom para a mão. Não há revolta, pois dentro da estrutura só há Amor, equilíbrio e polaridade correcta entre as partes.»
- Quem te criou?
- «Quer no nível celular, quer no nível atómico, a minha estrutura é energia. Nem sempre fomos uma mão. Algum dia deixaremos de ser uma mão... e, então, talvez volte a converter-me numa mão. A energia é indestrutível, pelo que sempre fui e sempre serei energia. A totalidade não muda, e o número de partes é sempre o mesmo.»
Esta é a sua mão, a falar consigo. Bastante sábio, para uma mão!
- Sentes-te feliz?
- «Sim. Mantemos uma relação de Amor com as partes que nos rodeiam. Não há nada de negativo, nem rebelião, nem inoportunidade. Estamos equilibrados (ou sempre em processo de nos equilibrarmos).
Agora, pode fazer à sua mão uma pergunta astuciosa:
- Fala-me da luta que há em ti.
Você conhece perfeitamente os sistemas defensivos do seu próprio corpo, os objectivos dos anticorpos e das batalhas imunológicas, a luta que, como foi dito, se desenrola nas veias. A mão, porém, sorri e responde:
- «Embora possa parecer estranho, é correcto o corpo caminhar livremente na Terra, entre as doenças, entre os micróbios e as bactérias que entram nele. Mas, de facto, um corpo equilibrado dispõe de defesas para as neutralizar, para transformar o negativo em positivo e para se reequilibrar a si mesmo, para as assimilar. Não se trata, realmente, de uma luta; é uma transmutação, uma assimilação equilibrada. Não há, realmente, uma batalha. Estou em paz».
Estas são as perguntas feitas à sua própria biologia e estas são as respostas que ela lhe daria. Também são as respostas que receberia se interrogasse as diversas partes do Universo (grupos de entidades), desde o centro até ao exterior, pois a hierarquia não reflecte o menor ou o maior, mas somente a organização tendo em vista o objectivo criativo. (...)

(excerto da mensagem 'As entidades que vos rodeiam', canalizada em 22 de Setembro de 1993, Califórnia, EUA, Grupo de Luz Del Mar)

 

  Mensagen  - Kryon por Lee Carrol - Portugal 2013

 

 

.
.
 

.

.

Artigos relacionados:

 

publicado por odespertardoser às 19:17